História do Selo Postal

História do Selo Postal
Modelo: 791
Disponibilidade: Em Estoque
Preço: R$ 0,00
Qtd:     - OU -   Lista de Desejos
Comparar
                                                

                               HISTÓRIA  DO  SELO  POSTAL

                 O sistema de correio já é bem antigo. Dizem que os chineses já possuíam seus correios há quatro mil anos a.C.. Entre os persas, gregos e romanos, o serviço de correios atendia principalmente os reis. Mas nesta época não existia o selo. Quem pagava o valor da correspondência (carta) era o destinatário.

          Acontecia, porém, que o remetente transmitia em código sobre o  envelope as notícias contidas na carta, e destinatário ao recebê-la tomava conhecimento do conteúdo sem abrir o envelope. Simplesmente deixava de pagar a taxa e recusava a carta.

                  Sir Rowland Hill, um nobre inglês, a partir desses fatos, teve a idéia de obrigar o remetente a pagar a carta na remessa. Como recibo do pagamento, este colocaria no envelope um selo, que o correio  inutilizaria com um carimbo, indicando o lugar da remessa e sua data.  Estava inventado, então, o selo postal.

         No dia  03 de dezembro, Uma Lei Inglesa introduzia a reforma postal, e no dia 06 de maio  de 1840, foi emitido o primeiro selo. Era todo preto, tinha o valor de um penny (moeda inglesa) e representavam a efígie da Rainha Vitória. Nascia então o primeiro selo postal denominado “Penny Black".  

           OS PRIMEIROS SELOS DO CONTINENTE AMERICANO

                 A reforma  do serviço postal no Brasil surgiu com a promulgação da lei numero 243 de 30 de novembro de 1841.

                 Bernardo Pereira de Vasconcellos e José Cesário de Miranda propõem, em 03 de novembro de 1842, que o custo de franqueamento de uma carta seja proporcional a seu peso e que o mesmo seja pago com a compra (junto às autoridades competentes) de uma vinheta em papel que seria colada sobre a carta. Desta proposta nasceu, em 1º de agosto de 1843, a emissão Olho-de-Boi. É a primeira emissão oficial de selos em todo o Continente Americano.

                 OLHO-DE-BOI é o nome do primeiro selo brasileiro que começou circular na Corte do Rio de Janeiro no dia primeiro de agosto de 1843. Os seus valores eram de 30, 60 e 90 réis e foram feitos numa só cor : preta.

               Com o uso dos selos, mudou o sistema de pagamento. A partir daí, quem pagava a correspondência era quem mandava, no caso, o remetente. Com o tempo, todos os países do mundo adotaram o uso dos selos e assim surgiram os colecionadores, os filatelista, que no mundo inteiro procuram selos para coleção.   

               No ano de 1936 foi instituído o DIA DO SELO, a ser comemorado com características de uma particularização nacional, isto é, cada país comemora o próprio selo. De acordo com o que ficou estabelecido, a celebração do DIA DO SELO no Brasil, é feita na data recordativa da entrada em circulação do selo “olho-de-boi”; primeiro de agosto. Neste dia reúne-se os filatelistas de todo o Brasil em certames, modesto ou de alto gabarito filatélico, para reverenciar a memória de Pedro II e celebrar mais uma inegável primazia nacional em todo o continente panamericano.

            Estudo Publicado Somente para Leitura On Line

            com Objetivo Único de Divulgar o Conhecimento

 

 

 

 

 

 

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



HAVEN - 1995-2018